terça-feira, 19 de agosto de 2014

Celorico de Basto: uma estátua para o fundador do grupo Mota (-Engil)

(foto @ http://pensar-ansiaes.blogspot.pt/)

Os municípios portugueses gostam muito de gastar dinheiro em estátuas - perante dúvidas, pode sempre ler o livro Má Despesa Pública nas Autarquias (edições Aletheia). Desta vez foi o município de Celorico de Basto que decidiu homenagear um dos homens da terra: Manuel António da Mota, fundador do conhecido grupo Mota (-Engil). É verdade, a autarquia "investiu" 12 mil euros (mais IVA) na elaboração da estátua do falecido empresário (foto) e outros 7.500 euros (mais IVA) na fundição da mesma. A inauguração da estátua ocorreu no passado mês de Junho e nem o Secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social, Agostinho Branquinho, faltou ao evento.

2 comentários:

  1. E? Que conclusão se tira deste post?

    ResponderEliminar
  2. MENTIRA:
    Manuel António Mota, nunca pertenceu à MOTA-ENGIL.
    O meu pai [Manuel António Mota] faleceu em “1995”
    A Mota & Companhia e a Engil estão a implementar um processo de fusão entre os dois grupos, «sendo o cenário mais provável para concretizar esta operação o lançamento de uma oferta pública de troca de acções emitidas pela Mota & Companhia por acções a emitir pela Engil», referem as empresas em comunicado.
    30 Junho 2000, 13:28 por Nuno Carregueiro | nc@negocios.pt

    Fica esclarecido ou não?

    ResponderEliminar