segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Queremos saber quanto ganha António Borges


Desde que António Borges assumiu o cargo de consultor do governo para as privatizações que é um mistério o seu salário. O Má Despesa já tentou, por vários meios, saber qual é o seu salário mensal mas não consegue obter resposta. Precisamos da sua ajuda. Escreva ao primeiro-ministro a pedir que torne pública esta informação (gabinete.pm@pm.gov.pt). Este secretismo não tem qualquer justificação. Apresentamos de seguida uma proposta de missiva.


Exm.º Sr. Primeiro-Ministro,
Dr. Pedro Passos Coelho,

Eu, (nome completo), cidadão português, portador do BI n.º ...., residente em ...., e no exercício dos meus direitos e deveres cívicos constitucionalmente consagrados e, especificamente, nos termos dos artigos 1.º, 3.º, 4.º e 5.º da Lei n.º 46/2007 de 24 de Agosto, que regula o acesso aos documentos administrativos e a sua reutilização, venho, por este meio, requerer informação relativa ao conteúdo integral do contrato outorgado entre o Governo português e o cidadão António Mendo de Castel-Branco do Amaral Osório Borges.
Aliás, nos termos do art.10.º da lei supra referida, deve o Governo "assegurar a divulgação, designadamente em bases de dados electrónicas facilmente acessíveis ao público através de redes públicas de telecomunicações" da requerida informação. Contudo, da análise do
Portal do Governo constata-se a inexistência de informação relativa à nomeação de António Borges, pese embora o senhor Primeiro-Ministro ter prometido a divulgação deste tipo de informação.

(nome do requerente)

19 comentários:

  1. o melhor é falar com uma amigo que trabalhe na cgd, ou o banco para onde a parpública faz a transação do ordenado.
    com gente desta que se há-de fazer?

    ResponderEliminar
  2. O endereço de email é gabinete.pm@pm.gov.pt (o post tem uma gralha no endereço).

    ResponderEliminar
  3. O e-mail veio devolvido. De certeza que está correcto?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem razão. O e-mail correcto é o gabinete.pm@pm.gov.pt

      Eliminar
  4. Aguardo resposta ao e-mail.

    ResponderEliminar
  5. 225 mil limpos de impostos, saiu hoje no correio da manha..

    ResponderEliminar
  6. Isso seria violação do sigilo bancário e o seu amigo ficava em maus lençóis. Muito bonito esse seu comentário.

    ResponderEliminar
  7. Segundo o CM, «O Governo não revelou ainda o salário de António Borges como consultor para a área das privatizações, das parcerias público--privadas (PPP) e para a reestruturação do sector empresarial do Estado.»

    ResponderEliminar
  8. Presidente da Câmara de Oleiros inaugura hotel de Santa Margarida, um empreendimento em que nenhum privado quis pegar, mas onde o senhor presidente materializando uma epifania por entender que irá ter muito sucesso, decidiu espatifar 4.500.000 € do dinheiro dos nossos impostos a construí-lo!... Ali ao lado o Hotel da Montanha (também de 4 estrelas) está falido...!!!!
    Entre várias pérolas numa entrevista transmitida pela rádio Antena 1 no programa regiões (depois das 13:00 h), o senhor presidente da CMOleiros referiu que não fazia sentido gastar o dinheiro em polidesportivos !?!?... Alguém que explique a este senhor urgentemente que se conseguir poupar dinheiro do erário público, não tem de ir a correr gastá-lo em coisas idiotas! Ou melhor: será que não pode ser preso pura e simplesmente por gestão danosa?
    Isto deve dar para pagar o salário do António Borges durante toda a legislatura, e aindam sobram uns trocos.
    AM

    ResponderEliminar
  9. Este "senhor" também trabalha na Goldman Sachs, um dos cangalheiros do nosso país.

    Tiram com uma mão para depois tirar com a outra.

    ResponderEliminar
  10. Segundo o artigo http://expresso.sapo.pt/o-inteligente-borges=f757043 ganha 25.000 euros mensais.

    ResponderEliminar
  11. Seria interessante que em vez de comentários em torno do salário do António Borges aparecessem comentários:
    - referindo o que o António Borges de facto propôs,
    - uma proposta alternativa à que o António Borges tenha feito, imprescindível porque já não é possível continuar como estamos...

    Dou um exemplo:
    - discordo da subida da taxa da SS a aplicar aos trabalhadores por conta de outrem defendida pelo António Borges;
    - em alternativa sugiro a implementação duma taxa tipo Tobin: 1% sobre cada movimento bancário (depósito, levantamento, transferência, o que for!). É fácil de controlar pelas finanças (precisa de pouca gente), é fácil de ser implementada pelo sistema bancário português (porque está muito informatizado), e tem mais equidade que a subida da taxa da SS (porque cada um paga em função do que movimenta, e apanha todos - ricos e pobres e até os bancos).

    Naturalmente que em paralelo para aliviar o fardo dos contribuintes, a ladroagem que nos tem desgovernado no Governo, Autarquias, e Regiões Autónomas, devia ver os bens todos nacionalizados (estejam em seu nome, de tios, sobrinhos, amantes ou por aí fora...).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ver os primeiros 14,5 minutos do discurso do Reitor da Universidade de Coimbra. Está no Youtube.

      Eliminar
  12. Se os ignorantes ganham isso, quanto não ganharão os"iluminados?"

    ResponderEliminar
  13. Não é este o País onde o homem mais rico mete as despesas com os pensos higiénicos da filha na contabilidade da empresa?
    É desejável que o ordenado do AB, como o de qualquer funcionário público e político, seja conhecido, e que todas estas informações - incluindo cartões de crédito, carros, pagamento de rendas de casa, casas atribuídas, subsídios, combustíveis, despesas de representação, etc, etc, etc - estejam facilmente disponíveis para consulta por qualquer contribuinte, porque somos nós que pagamos a festa. Haja equidade porque o salário do AB é uma gota de água no oceano...
    José

    ResponderEliminar
  14. António Borges é consultor do Governo para as privatizações através da sua empresa, que celebrou um contrato com a Parpública: http://www.dn.pt/especiais/interior.aspx?content_id=2811298&especial=Revistas%20de%20Imprensa&seccao=TV%20e%20MEDIA

    ResponderEliminar
  15. mais importante que saber quanto é que ele ganha, é saber quanto e que ele vai dar a ganhar aos outros patrões dele, ou seja, o que é que ele vai aconselhar o governo a desmembrar/destruir do aparelho do estado para que as empresas onde esse senhor trabalha ganhem dinheiro.

    ResponderEliminar
  16. Quanto ele ganha não sei mas faz parte da quadrilha.

    ResponderEliminar